segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Cosplay - RYUKO MATOI - Kill la Kill




Aqui, postarei as fotos do meu cosplay e também comentários que eu ache interessante registrar. Seja sobre o personagem, sobre como consegui meu cosplay, o retorno que me trouxe e o que mais eu considerar relevante.



O Personagem na Obra:

Ryuko Matoi é a protagonista do anime Kill la Kill. Ela tem uma personalidade  feroz, corajosa e teimosa. Não teme muito, demonstra grande determinação para encontrar  o assassino de seu pai,  o cientista Isshin Matoi e mantém sempre uma postura agressiva e desconfiada. Por conta de uma possibilidade, Ryuko vai até a academia Honnouji para enfrentar Satsuki Kiryuin. Ali, ela acaba não apenas enfrentando a poderosa Satsuki (sendo ignorada na verdade rs) como também faz amizades com a animada Mako Makoshoku
Matoi é compreensível com os amigos e violenta com os inimigos. Embora mantenha sempre uma postura dura e confiante (bem o tipo de garota badass) em determinados momentos ela deixa transparecer o seu lado gentil. Sua arma é uma grande metade de tesoura, uma invenção de seu pai para destruir as fibras de vida. Ao voltar para a cidade, Ryuko investiga a antiga casa em que morava (e onde seu pai foi misteriosamente assassinado e metade da tesoura que invetou foi roubada pelo assassino) ela encontra o uniforme Senketsu, um uniforme desenvolvido por seu pai com fibras de vida e que possui consciência e personalidade própria (embora só Ryuko consiga ouví-lo por conta da ligação de sangue que ambos fazem). Na hora da batalha, com a ajuda do sangue de Ryuko, Senketsu se transforma e transforma Ryuko em um traje extremamente ousado e apelativo mas que possui grande poder de combate. Embora Ryuko e Seneketsu discutam várias vezes ao longo do tempo ambos vão criando uma amizade forte.
Para encontrar respostas sobre a morte de seu pai, Ryuko toma Satsuki como uma grande inimiga, precisando derrotar diversos inimigos a fim de alcançar sua rival. Posteriormente ela e Satsuki fazem alianças e o alvo maior de vingança de Ryuko passa a ser Harime Nui e a poderosa Ragyo Kiryuin.



A Ryuko foi uma personagem que simpatizei logo de cara. Tanto pelo jeito dela quanto pela aparência. Sua personalidade estressada, agressiva mas ao mesmo tempo com um lado gentil e que se importa com os amigos, fez com que eu me identificasse com ela e logo ela se tornou uma das minhas personagens preferidas. De modo que não demorou muito para eu decidir fazer o cosplay e devo dizer que adorei o resultado e se tornou um dos cosplays que mais gosto de usar, tanto pela personagem em si (a qual, por eu gostar e me identificar, penso que obtenho maior facilidade para incorporar na hora das fotos) quanto pelo fato do cosplay ser super confortável de se usar.

A verdade é que esse cosplay se tornou muito especial para mim porque nele fiz um avanço sutil mas muito significativo: a Ryuko-chan foi o primeiro cosplay que fiz no qual mostrei minha barriga. Eu sempre tive receio disso mas a vontadce de fazer a Ryuko foi tanta que superei isso e fiz. Mas claro que para mostrar a barriga eu usei corset durante alguns meses para que na hora de mostrar ficasse acinturado XD.


Eu usei a Ryuko pela primeira vez em um photoshoot e foi nele que eu mostrei o cosplay pra galera, até então eu tinha mantido segredo, só revelando para amigos próximos. Posteriormente usei a Ryuko mais 2 vezes: uma em evento com dupla e outra em photsohtoot + evento (sim, duas coisas em ambos dias) em dupla também. E sempre foi muito legal, divertido e deu um retorno super bacana.

  A parte da tesoura foi confeccionado pela minha amiga Paula Goulart, que também foi minha primeira dupla de Kill la Kill. O acessório ficou perfeito e o melhor - super leve, sendo ótimo para carregar e manusear. Essa tesoura se tornou um dos meus xodós e um dia ainda quero pendurá-la na parede do quarto XD.




Eu conheci o anime Kill la Kill quando ele estava no auge, via muitas pessoas fazendo cosplay das personagens mas demorei um pouco para assistir. Quando o fiz, gostei do anime de imediato (ainda que alguns dissessem que o anime é do tipo ou você ama ou você odeia). É um anime louco sim, repleto de fanservice mas esse fanservice é usado de forma cômica, como que satirizando os próprios animes "echis". A roupa de batalha de Ryuko e Satsuki é tão absurda e tão despudorada que até mesmo as personagens admitem e se assustam com isso (a indignação de Ryuko na primeira vez que seu uniforme se transforma na "roupa de batalha" é muito engraçada).

 Ao longo da história vamos vendo as nuances de vários personagens e tudo muito representado pelo clichê presente nos animes mas de uma forma exagerada e satírica, o que torna Kill la Kill bem diferenciado. A ironia do anime está presente além das cenas de comédia: está constantemente nas entrelinhas e até mesmo faz alusões aos excessões da sociedade, principalmente na família de Mako (o episódio em que eles ficam ricos e começam a viver na ostentação é hilário e ao mesmo tempo reflexivo). Porém Kill la Kill não é um anime para se refletir, ele é para se divertir e cumpre muito bem esse papel.


Até o momento fiz duas duplas de Kill la Kill. A primeira de Ryuko e Harime Nui, com a Paula Goulart. Usamos em um evento (Ressaca Friends) e o resultado foi ótimo, com um retorno super legal, rendendo fotos maravilhosas.
O segundo foi de Ryuko e Satsuki, com minha amiga Vanessa Hime. Esse foi um cosplay que convenci ela a fazer para duplar comigo e o resultado ficou ótimo! Fizemos um ensaio em um lugar perfeito e depois ainda curtimos evento. É uma dupla de cosplay que já figura como uma de nossas melhores duplas e pretendemos usar novamente em evento.

Ainda tenho intenção de conseguir um grupinho de Kill la Kill algum dia e também uma amiga para fazer cosplay da Mako e duplar comigo. Espero conseguir! Afinal cosplay de Kill la Kill é uma delícia de usar e pode se fazer fotos maravilhosas.


  
Ryuko e Nui

  
Ryuko e Satsuki

Eu não tive grandes dificuldades com esse cosplay e ele foi um investimento que compensou em 100%. Quero poder usá-la outras vezes. e para quem tiver interesse em fazer a personagem, super recomendo! De certa forma, embora não seja necessariamente uma personagem sexy, a Ryuko foi meu primeiro cosplay um pouco mais "saliente" (hehehhe) e até arrisquei fazer umas fotinhos sutilmente mais ousadas dela em casa. Quem sabe mais pra frente eu acabe fazendo um photoshoot em estúdio e em dupla com um toque bem sensual? Algo de Ryuko e Satsuki talvez...

Mas não tenho coragem de fazer cosplay dela na versão de batalha. Admiro muito quem consegue porque precisa ter mesmo muita coragem. Vou ficar mesmo com a versão clássica dela que também é uma roupa que eu acho uma graça. Inclusive lembro quando minha mãe viu esse cosplay (pouco depois de ela falar para eu parar um pouco de gastar com cosplay) e ficou encantada pela roupa, querendo que eu a usasse logo. (ah essas mães...)




Enfim a Ryuko foi um cosplay que adorei fazer e no qual acredito que consegui obter um resultado bacaninha e uma personagem que representa bem minha personalidade.
Ao longo desse post, selecionei algumas fotos dos ensaios que fiz com ela e é dificil decidir qual mais gostei, porque todos ficaram maravilhosos! Mas ainda quero fazer mais uns dois ensaios com esse cosplay, se possível XD.




Photos by:
Roger William Fotografia
Duda Alves Fotografia
Cosplay Mages



~*~

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Stranger Things É Demais (de novo!)




E para ilustrar a chegada do Halloween, a saudosa Netflix lançou a 2ª temporada de Stranger Things.
A série, que surgiu de forma modesta como mais uma das obras da Netflix, rapidamente se tornou um sucesso mundial, atraindo uma legião de fãs e se tornando um grande sucesso da crítica.

Como um dos lançamentos mais aguardados do ano, a segunda temporada de Stranger Things não decepciona, pelo contrário. Além de manter o mesmo nível de qualidade de roteiro da temporada anterior, traz de volta toda a interação fantástica do elenco,  aprofundando o amadurecimento de diversos personagens a ponto de nos fazer gostar ainda mais deles, um perigo ainda maior surgindo, cenas de humor e lógico as referências da década de 80. Aliás..essa temporada está lotada de referências, inclusive referências á outras obras!

A equipe de marketing fez uma excelente divulgação desde o princípio. Além de enaltecer o carisma das crianças e a simpatia dos adultos que fazem parte do elenco, os pôsters oficiais da nova temporada mantiveram a tradição anterior: são todos baseados em pôsters de filmes famosos da época. Temos pôsters baseados em Tubarão, Alien, Gonnies, etc. Houve ainda trailers promocionais com a participação de artistas famosos: se no ano passado tivemos um comercial hilário de Stranger Things com a apresentadora Xuxa, para a segunda temporada tivemos um comercial hilário com Maria Antoniete de Las Nieves, ( a Chiquinha do Chaves). Isso sem falar de toda a divulgação na internet e principalmente nas redes sociais, onde o fandoom também contribuiu para manter ativa a empolgação para a nova temporada (memes, altos memes!)


Ah, as referências...

  Stranger Things se consagrou, já na segunda temporada, como uma das melhores e mais lucrativas séries da atualidade justamente por sua originalidade e qualidade. A segunda temporada veio para manter isso e consegue. O enredo se torna um pouco mais dramático e sombrio do que a primeira temporada, o que se faz necessário principalmente para explicar diversos acontecimentos da temporada anterior e suas consequências nessa nova.

  A nova temporada conta com 9 episódios, que passam tão rápido que você nem percebe (mesma coisa que acontece na primeira temporada) te deixando ansiosa por mais. Só que você vai ter que esperar. E não adianta tentar assistir tudo devagar, não vai conseguir. Você vai maratonar, é incontrolável.
  Ainda mais porque nessa nova temporada também são apresentados novos personagens incríveis que tornam a história ainda mais abrangente e (no caso de uma em especial) abre a possibilidade de novos enredos para temporadas seguintes. Foi uma deliciosa surpresa termos Sean Astin no elenco (uma vez Sam, sempre Sam!).

  Aliás essa temporada procura focar em alguns personagens que na temporada anterior estiveram mais como coadjuvantes, enquanto personagens que antes pareciam mais protagonistas, se tornaram coadjuvantes nessa temporada. Não que eles tenham sumido, mas seu tempo em tela e papel na trama se tornaram menores para permitir que outros personagens pudessem se destacar. E isso foi algo excelente que não apenas criou um maior dinamismo na história, mas que desenvolve nosso grau de afeiçoamento (seja nos surpreendendo com alguns personagens e nos afeiçoando ainda mais a outros) e revela o potencial do elenco.



Personagens novos. Se atente neles. 


  O maior destaque nessa temporada sem dúvidas foi o Will ( Noah Schnapp). Após seu retorno do mundo invertido, o garoto continua a ser assombrado pelo que quer que exista lá. E a atuação de Noah é simplesmente fantástica e surpreendente para uma pessoa tão jovem. Ele consegue transmitir todo o medo, solidão, desespero e tristeza que o personagem carrega, fora os momentos dos ataques que seu personagem sofre. Sem dúvida o garoto se saiu melhor do que muito ator adulto e vencedor do Oscar que vemos ultimamente.

  Em questão de personagem, o maior desenvolvimento ficou - surpreendentemente - para Steve. O personagem que na primeira temporada não agradou ao público, que foi babaca na maior parte do tempo e que até "prejudicou" o shipp dos fãs (rs) nessa temporada se revelou um personagem incrível, de coragem, caráter e simpatia. Rapidamente caiu no agrado do público, com seu amadurecimento e bom desenvolvimento. Ele agora é, junto com os outros, um dos queridinhos dos fãs. E realmente, ele está muito legal nessa temporada! #teamSteve

E claro que não podemos esquecer a Eleven que volta ainda mais poderosa e carismática. Essa temporada nos presenteia com mais informações sobre seus poderes e que ela não é a única (opa, os spoilers param aqui). Sua interação com o xerife Hopper é fantástica e ficamos todo o tempo naquela ansiedade de seu reencontro com Mike (que é emocionante, posso garantir).


Noah foi o destaque em atuação nessa temporada.
 Pensa em um garoto talentoso

O troféu de melhor personagem da temporada vai para....Steve!


As cenas de ação estão fantásticas e a interação das crianças idem. Como é possível esses pimpolhos serem tão fofos, carismáticos e divertidos?  É dificil eleger um preferido, cada um é o melhor do seu jeito. E ainda tem criaturas de outro mundo, um grande mal se aproximando (e bota grande nisso!), cenas de humor hilárias (eu ri muito com o Lucas abrindo a porta com um chute voador), aquele drama que nos faz se afeiçoar ainda mais aos personagens, reviravoltas e explicações de coisas que nos deixam intrigadas, mas colocando ainda mais mistérios para serem revelados e explorados.

Mais do que recomendado, Stranger Things é uma série que precisa ser vista e compartilhada. Não é saudosismo ou moda..a série é boa mesmo! O tipo de história que agrada aos mais diversos públicos e faixas etárias. Sem dúvidas uma das melhores criações da Netflix.

E depois de ver e rever a segunda temporada resta aguardar a próxima na ansiedade de sempre.





~*~

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

I'm back and with photoshoots!

Emma Frost


Oi pessoal!
Eu sei que faz tempinho que não atualizo o blog (na real, tem alguém aqui que acompanha esse blog mesmo?) mas é que ultimamente estou em uma correria danada, com mais projetos surgindo e se instaurando e menos tempo disponível para cuidar de todas as coisas que gosto de fazer...então meio
que fui obrigada a priorizar algumas coisas e deixar outras em segundo plano.

Em contrapartida, terei uma novidade bem legal em breve, em parceria com o site Cultura Cosplay. Não posso revelar ainda, mas foi um convite muito interessante e estamos trabalhando com idéias bem legais na qual vou contribuir com coisas relacionadas á cosplay e ao meio cosplay. Estou ansiosa e espero que gostem! Assim que tudo for acertado, divulgarei no meu perfil pessoal, na minha page e aqui no blog também.


Kill la Kill


Eu queria ter registrado no blog, dois eventos que rolaram entre Agosto e Setembro, o To-Sa Matsuri e o JundComics, mas a correria foi tão grande que não consegui. Estou pensando se eu faço um artigo sobre, pelo menos do JundComics.

Agora sobre os photoshoots...bom, eu estava com inúmeros ensaios pendentes para realizar e procurei focar neles. Ainda não consegui fazer todos que estão na minha lista para esse ano, mas já dei uma boa adiantada. Foram todos ensaios maravilhosos que eu queria há tempos fazer, profissionais
incríveis por trás da lente das câmeras e em 4 deles pude estrear cosplays novos *-*



Rin e Sesshomaru


Resumidamente foram:


- Inuyasha

Um grupo que minha amiga queria há muito fazer e ela conseguiu a proeza de me convencera fazer uma personagem fofa, a Rin. Eu estava com um grande receio de fazer a personagem porque não fico bem com personagens fofas mas eu consegui! No fim, adorei  o resultado e ainda deixei minha miga feliz (e fizemos dupla de Sesshomaru e Rin).
As fotos ficaram por conta do Fabricio Bomjardim


- Cruello Devil & Cruella Devil

Ah, esse ensaio foi uma realização. Há tempos eu e minha amiga estávamos programando esse ensaio mas nunca dava certo, até que conseguimos realizá-lo durante o JundComcis e foi uma divosidade total. Amamos muito o resultado e foi ótimo usar o Cruello de novo!
As fotos ficaram por conta do Fabricio Dolci.


- Emma Frost - X-Men

Esse cosplay fo iuma realização pessoal A Emma sempre foi minha X-Woman preferida mas eu sempre evitei de fazê-la por ser uma personagem com sexy appeal. Mas então criei coragem, resolvi arriscar e me surpreendi com o resultado. Eu me amei nesse cosplay e já se tornou um dos meus cosplays preferidos. Emma Rainha *o*
As fotos ficaram por conta do André King



Cruello Devil e Cruella Devil



- Kill la Kill

Eu havia ganhado um ensaio em dupla em um sorteio e nossa, como demorou para conseguir marcar a data! Convenci minha amiga a fazer a Satsuki e eu estava doida para usar a Ryuko em dupla épica. Foi maravilhoso demais e fotografamoso em um lugar sensacional.
As fotos ficaram por conta da Raíssa Alves


- Sailor Saturno

Esse cosplay foi algo que mantive em off para geral, exceto para os mais íntimos e as amigas do grupo de Sailors. A Saturno sempre foi minha Sailor preferida e fazê-la foi maravilhoso! Adorei o resultado, a roupa, as botas, a foice...só tenho que agradecer aos que ajudaram nesse cosplay que eu incorporei total! E fim do ano vai ter grupão!
As fotos ficaram por conta do Raphael Feitoza


- Imperial Gothic

Sempre quis fazer um ensaio temático e surgiu a oportunidade de fazê-lo junto com duas migas e no estilo que adoro e do qual fiz parte da cena por alguns anos. Eu simplesmente AMEI poder voltar á minha época de visual gótico de rolê, usando look meu mesmo e já quero muito repetir essa experiência!
As fotos ficaram por conta da Intense Beauty


Sailor Saturn


Enfim, eu amei cada ensaio feito na presença de pessoas maravilhosas. Se  tem uma coisa que vale á pena na vida é fazer o que gostamos junto com pessoas que gostamos e que gostam das mesmas coisas que nós.
Eu posso demorar um pouquinho praatualizar o blog mas estarei mantendo-o da forma que posso, tendo sempre um foco maior no Cosplay como significado para mim, bem como outras coisinhas (afinal, aqui é um blog pessoal XD).
Então..aguardem por mais novidades em breve!



Imperial Gothic


~*~


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Cosplay nas Mídias Sociais





Uma das formas mais utilizadas e eficazes para você mostrar e divulgar o seu cosplay é através da internet. Principalmente através da internet, eu diria. Como o cosplay é um hobby existente em quase todos os lugares do mundo, a internet proporciona uma divulgação e facilidade de interação imensa e o melhor: é gratuito (salvo algumas exceções).

Quando uma pessoa faz cosplay além de ela gostar, ela também quer ser reconhecida, ter algum tipo de retorno com o cosplay. Quem diz que não, está mentindo. TODOS gostam de ter seu trabalho elogiado e apreciado e não há mal algum nisso.  É algo legal, divertido e gratificante e que nos impulsiona a continuar e nos aperfeiçoar cada vez mais e investir em novos projetos. O retorno que o cosplay nos dá é algo muito legal e motivador.




Através da internet existe vários meios nos quais você pode promover o seu cosplay e os cosplayers costumam fazer muito uso disso para tentar atingir os resultados que buscam. Na certa você já se deparou com inúmeros cosplayers internacionais (e também nacionais) cujas fotos correm mundo e os tornam famosos. Há casos inclusive de cosplayers que se tornaram famosos ao ponto de ganharem dinheiro com isso, seja vendendo suas fotos, mantendo canais e até mesmo sendo atrações especiais de eventos fora do seu país de origem.

Mas a pergunta que fica é: como e onde promover o seu cosplay?
A mídia mais utilizadas por cosplayers, principalmente no Brasil, é o Facebook. Além de ser a maior rede social do mundo, o Facebook ainda possui inúmeras facilidades e dá um grande retorno. Muitos cosplayers postam seus trabalhos tanto no perfil pessoal quanto na FanPage própria que criam. Até um tempo atrás o alcance das páginas era alto mas devido á política atual do facebook de cobrar por anúncios para que tenham um maior alcance de usuários, o alcance das páginas decaiu muito.

Assim, no Facebook você tem duas opções: ou foca em postar suas fotos  de cosplay em seu perfil do facebook ou deve pagar para que o facebook impulsione as publicações de sua página. O pagamento de anúncios é prático e realmente traz retorno, mas não é recomendado que seja o único local no qual você deva mostrar seu trabalho, ainda que ele tenha um alcance rápido devido a facilidade de curtidas, comentários e compartilhamentos. Mas é preciso ter em mente que, para uma página fazer sucesso, é importante que ela não seja apenas atualizada constantemente, mas que possua fotos de qualidade e um bom conteúdo (muitos cosplayers oferecem tutoriais e até um passo-á-passo de seus cosplays).



Três excelentes mídias sociais em que você deve promover seu cosplay


 Existe muitas outras plataformas de mídias sociais que podem oferecer um bom meio de divulgação e trazer um retorno bacana. O World Cosplay é o principal site de divulgação cosplay. Lá você pode postar suas fotos facilmente e elas ficarão disponíveis para serem vistas por todos e você também pode conferir o trabalho de cosplayers de todos os lugares do mundo (e tem muito cosplay fantástico lá!). O legal é que no WC você pode fazer troca de likes com outros cosplayers e isso faz você ir subindo no ranking deles. Alguns cosplayers famosos internacionalmente (como a Reika) são bem ativos no site.

O Instagram é a segunda mídia social onde a galera mais posta fotos de seus cosplays. O retorno do Instagram é rápido e eficaz e ele ainda possui um grande poder de alcance com base nos seguidores e nas hashtags colocadas. Mas o que é postado lá costuma ficar restrito por lá mesmo (exceto se você compartilhar a postagem com outras redes sociais nas quais ele é vinculado).

Outro site muito bom é o Deviantart. Embora o foco dele seja como espaço para artistas mostrarem seus trabalhos, é possível expor seus cosplays, marcá-los com hashtags, fazer uma descrição, separá-los em álbuns e inseri-los em grupos relacionados. O lado positivo do Deviantart é que ele permite que suas fotos apareçam nos resultados de busca do Google com base nas hashtags que você coloca.

O Flickr segue uma linha semelhante ao Deviantart no quesito de postagem, hashtags, grupos e resultados de busca. O Flickr, porém, é um espaço mais profissional, dedicado á fotografia então  é altamente recomendável que você poste fotos de qualidade, com boa resolução. Evite selfies e fotos amadoras, o Flickr gera uma maior visibilidade se você tiver fotos de photoshoots profissionais.

Menos usado mas que também podem agregar no aumento da divulgação de seu cosplay é a criação de um blog/site ou mesmo canal do Youtube. Entretanto para esses se faz necessário um cuidado e tempo disponível para a produção de conteúdo. A vantagem é que essas mídias aparecem no resultado de busca do Google.


Vídeo do meu canal abordando o tema


Outra opção que também ajuda (e muito!) no retorno de divulgação dos seus cosplays é você realizar ensaios fotográficos profissionais dos mesmos (os famosos photoshoots). Além de ser algo muito legal e divertido, o resultado final é fantástico e quando você recebe as fotos, percebe que realmente valeu á pena. Todos que realizaram um photoshoot, passam a gostar da prática, investem nela e até preferem fazer ensaios do que frequentar eventos.

E claro, uma das formas mais eficazes, gratificantes e divertidas formas de promover seu cosplay é utilizá-lo em eventos! Porque o cosplay surgiu em eventos e são neles onde você pode mostrar seu cosplay, posar para fotos, se divertir e fazer novas amizades e contatos. Embora muitos cosplayers tenham deixado os eventos de lado, eles ainda são muito importantes para manter o cosplay em foco.

 Porém tenha sempre em mente que por mais que o retorno do cosplay seja legal, ele não deve ser o mais importante do hobby. Muitos cosplayers se frustram caso não obtenham o retorno que esperam, se esquecendo que o mais importante no cosplay é você se divertir, fazer porque gosta e se sente bem. Se você terá ou não um retorno, é consequência e não prioridade. Lembre-se sempre disso.

~*~



terça-feira, 1 de agosto de 2017

Cosplay - CATWOMAN - Dc Comics



Aqui, postarei as fotos do meu cosplay e também comentários que eu ache interessante registrar. Seja sobre o personagem, sobre como consegui meu cosplay, o retorno que me trouxe e o que mais eu considerar relevante.


O Personagem na Obra:

A Mulher-Gato é uma das personagens mais icônicas não apenas da DC mas de toda a história dos quadrinhos. Seu nome verdadeiro é Selina Kyle, e ela surgiu logo na primeira edição do Batman, em 1940 embora sua roupa e aparência fosse muito diferente do que é atualmente. Mulher-Gato tem sido tradicionalmente retratada como uma vilã e adversária de Batman, mas desde a década de 1990, ela tem sido destaque em uma série de mesmo nome, que a descreve como um anti-heroína em vez de uma vilã tradicional. Mulher Gato é também conhecida por compartilhar complexa rivalidade e afiliação amorosa com Batman, desde então tem sido o mais longo interesse amoroso do super-herói por várias décadas. A personagem é considerada uma das 100 personagens mais sensuais das histórias em quadrinhos.
Órfã desde menina, Selina Kyle passou algum tempo em um orfanato feminino, do qual eventualmente fugiu. Sua inspiração para se tornar a Mulher-Gato teria se originado ao observar o próprio Batman, personagem com o qual acabou tendo um romance. A personagem da Mulher-Gato teve diversas origens diferentes ao longo do tempo mas ela é mais conhecida por ter se tornado uma ladra de jóias que é um pouco vilã mas ao mesmo tempo não pois já auxiliou o Batman em diversos momentos e tem uma conduta ética em determinadas situações.





Eu sempre gostei da CatWoman não apenas pela personagem em si mas principalmente pela estética dela. Quem me conhece sabe do meu apreço por roupas justas de couro, vinil e semelhantes. Fazer o cosplay dela era algo que eu tinha em mente durante muitos anos mas sempre ficava na dúvida de qual versão fazer até que me deparei com a versão dos quadrinhos, nos Novos 52.
  Gostei muito da estética da personagem que era algo mais prático mas ainda assim sexy. Fora que nessa versão o rosto dela não fica coberto por máscara (o óculos sobre os olhos é opcional em muitas artes). O bom foi que quase não gastei nada nesse cosplay e o resultado dele superou minhas expectativas (isso tende a ocorrer sempre com cosplays que eu faço no improviso ou gastando pouco XD).




A personagem é conhecida por sua sensualidade então foi meio que um desafio para mim conseguir incorporar ela. Mas acho que até consegui um resultado razoável. Quis basear um pouco nas artes oficiais e também em algumas cosplayers. Eu não tenho toda a flexibilidade corporal da personagem então procurei compensar poses através de expressão. E também como a CatWoman é uma personagem sensual mas não vulgar, fiquei o tempo todo tomando cuidado em como poderia fazer um bom trabalho.
Uma coisa legal nesse cosplay é que ele é prático. É fácil de vestir e dá um retorno bacana. Atualmente com o sucesso da Harley Quinn não é comum ver cosplays da CatWoman por aí, o que é uma pena. Mas a CatWoman sempre foi uma personagem muito presente no imaginário popular como aquela com um toque mais sensual (isso impulsionado pela lindíssima CatWoman interpretada por Michelle Pfeiffer no filme Batman - O Retorno, onde ela desfilava com sua roupa de vinil e salto agulha) então acaba sendo um tipo de personagem que não costuma cair no quesito mais pop atualmente.




Basicamente eu não gastei quase nada nesse cosplay. O meu coturno é da Villella Boots que tenho desde os meus tempos de rolê gótico. Esse coturno tem história e serve para vários cosplays. Quando decidi fazer a CatWoman eu sabia que tinha de usar salto mas queria m que fosse sexy mas confortável para um dia inteiro de eventos e esse coturno foi perfeito.

A máscara foi um achado...ela serviria pra outra versão da personagem mas deu para adaptar para a que eu queria. Os óculos eu comprei um em camelô e pintei e o chicote foi uma saga. Não achava um á venda em lugar algum (quando achava era caro). Até que tive a ideia de customizar uma corda de pular (aquelas infantis mesmo) e acabou dando certo. As luvas usei a tática de pintar e colar unhas postiças nelas, algo que dá super certo.




Eu usei esse cosplay apenas duas vezes até o momento. A primeira vez foi no evento FestComix de 2016, que usei em grupinho de Gotham Syrens com as amigas. O retorno foi super bacana mas durante muito tempo, devido á correria acabei não tendo chances de usar o cosplay de novo. Para piorar eu tinha pouquissimas fotos então não conseguia divulgar e mostrar o cosplay por não ter boas fotos e isso me deixava com muita raiva.

  Então surgiu a oportunidade de fotografar com o Danilo Marroni e eu decidi que faria o ensaio da CatWoman, porque eu já tinha em mente os locais em que queria fotografar e que achei que combinariam com a personagem. Mas demorou para conseguirmos marcar devido a correria de sempre mas até que finalmente conseguimos e vocês podem conferir um pouco do resultado ao longo dessa postagem.




O resultado das fotos superou minhas expectativas e me fez gostar ainda mais desse meu cosplay. Ainda quero usar ele novamente em eventos mas principalmente em ensaios. Quem sabe em ensaio de grupão ou das Sereias d e Gotham com as migas? *o* Já tivemos uma experiência e foi incrível e lógico que com um ensaio profissa será ainda melhor.

No momento é tantas ideias que tenho me mente e ensaios que estão pendentes que nem sei por onde começar. Acho que ainda faço um post sobre isso, da minha imensa dificuldade me conseguir programar os ensaios e realizá-los devido á correria da vida e o fato do ano estar passando rápido demais. Fica dificil conciliar tudo. Ainda bem que posso contar com a ajuda e paciência dos amigos (e dos fotógrafos também!).



Evolução do Cosplay:
Como usei o cosplay apenas 2 vezes não precisei fazer mudanças nele. Apenas retirei o cinto e aperfeiçoei as poses.


 


A CatWoman é uma personagem com quem eu me identifico em alguns pontos. Seja no jeito dela e nas preferências ela é do tipo que não é inteiramente boa mas também não é inteiramente má. Ela é humana, com toda sua ambiguidade mas também é inteligente e sabe como jogar para conseguir o que almeja.   

Eu ainda acho que preciso aperfeiçoar o cosplay mas acredito que posso ter um pouquinho de orgulho sobre ele.  Houve uma época que embora tivesse vontade, eu deixei o projeto de lado mas quando me surgiu a oportunidade por conta de grupo, finalizei o que estava pendente no cosplay e consegui deixá-lo do jeito que eu queria. Confesso que minha meta era a CatWoman versão da Michelle Pfeiffer mas me encantei pela versão dos Novos 52.



  
Enfim, a CatWoman é um cosplay do qual gosto muito e cujo resultado me agradou (é dificil eu me sentir gostosa em um cosplay mas esse me fez sentir hehehe). O retorno obtido com ele foi super bacana e ele se tornou o cosplay que marcou minha tendência em fazer personagens de cunho mais sensual. Ele também me permitiu poder explorar mais nas poses, sabendo os melhores ângulos para valorizar o cosplay e a foto como um todo.
Já estou ansiosa para usá-lo novamente!





Fotos por:

Danilo Marroni
Acervo Pessoal



~*~

terça-feira, 18 de julho de 2017

Photoshoots Cosplay, Festas e Festival do Japão 2017



Viúva-Negra


Olá, pessoal! É...dessa vez demorei para atualizar o blog, que vergonha. Mas tive diversos motivos para acabar atrasando isso. O primeiro é que o tempo está passando rápido demais. E quando eu vejo já foram os dias, as semanas, o mês...antigamente não era assim, o que tá acontecendo com o mundo?
Bom, mas o caso é que com a correria, vira e mexe vou colocando algumas prioridades na frente, aí tem a vida pessoal, trabalho, projetos de cosplay, aniversários...

Mas cá estou eu com uma postagem mais descontraída e aleatória para falar sobre coisas que eu gosto. Como muitos sabem, esse ano decidi me afastar dos eventos e focar nos photoshoots mas eu acabei indo no Festival do Japão que rolou nos dias 7, 8 e 9 de Julho, em SP. E pela primeira vez, em muitos anos, eu não fui no Anime Friends (preço abusivo, local inteiramente fechado, longe pra carai me desanimaram bastante).
Mas..o lado positivo é que o Festival do Japão foi super divertido, estreei um cosplay novo que adorei fazer e tenho feito alguns photoshoots (um mais lindo e lacrador do que outro *o*), fora diversas outras novidades que estão vindo por aí.



Otabek e Yurio - Yuri on Ice Madness


Bom, acho que vou começar falando sobre os photoshoots. Essas últimas semanas foram dedicados á eles por isso passava boa parte do tempo livre (intercalando com os meus estudos autodidatas, trabalho e vida social) ajeitando acessórios e finalizando alguns (fora minha eterna dificuldade em decidir qual cosplay usar para cada ensaio).. Apesar de alguns contratempos, deu tudo certo e o resultado foi me surpreendendo á cada nova foto que eu recebia (e ainda tem foto pra receber!). Nesses últimos tempos eu realizei o ensaio:
- Viúva-Negra (versão dos quadrinhos, Julia (Cowboy Bebop), Yurio e Otabek  (de Yuri on Ice na versão Madness), Howl Pendragon (Castelo Animado) e  Alice no País das Maravilhas (Disney). Você pode conferir algumas fotinhos ao longo da postagem.

Saliento aqui que o meu ensaio de Julia e Viúva-Negra foi em parceria com dois fotógrafos incríveis e que admiro muito, o Dolci Fotografia e o Raphael Feitoza (esse que eu queria poder estar na mira das lentes dele há tempos e que descobriu minha identidade secreta hehehe). O mágico ensaio do Castelo Animado em dupla com minha amiga Yara ficou por conta da Intense Beauty e o ensaio de Alice no País das Maravilhas ficou por conta do meu parsa RogerW Photo



  Howl e Sophie - O Castelo Animado

Olha, vou dizer uma coisa...estou amando loucamente fazer photoshoots cosplay! Estou preferindo eles á eventos. Super vale á pena! O resultado é fantástico, você se diverte, tem um retorno bem legal e as fotos..nossa é incrível como os fotógrafos conseguem captar o momento, fazer uma edição lindissíma pra valorizar toda a imagem e entregar o resultado maravilhoso. Se você é cosplayer e nunca fez um photoshoot profissional, faça! Não vai se arrepender, é um investimento que compensa!

Eu já tenho vários ensaios programados na lista, vários pendentes (desculpem fotógrafos que to devendo marcar, prometo que marco tudo esse ano!) e muitos que ainda quero fazer. Confesso que mantenho até umal ista dos fotógrafos com quem eu quero fazer ensaios quando tiver condições XD.


Julia - Cowboy Bebop


Pausa momentânea na postagem:  esse mês estreou a sétima temporada de Game of Thrones e eu já estou surtando porque o barato vai tá do carralho manoooooo! Sério, é impossível não amar essa obra, é perfeita demais.
THE WINTER IS HERE.

Mas agora falando de assunto...aniversários. Essa época do ano (fim de maio até começo de julho) eu vou literalmente á falência por conta do aniversário de pessoas importantes. É tanto aniversário e consequentemente presente que preciso comprar (sim, sou dessas) que fico perdida. Porque vocês fazem aniversários tudo perto? Mas mesmo assim amo vocês. É aniversário do mozão, das migas, dos migos, do parsa, do pai, da mãe....
Teve festas deliciosas reunindo todo o bonde, mas não vou postar tudo aqui pra não ficar extenso demais e tenho mais coisa para falar na postagem.


niverdo parsa 

Niver do mozão e da bestfriend
niver da supermiga cosplay
MM -Mulherada Miga

Fotógrafos Topzeiros (honrada em ser fotografada por eles)



Agora, vamos falar do Festival do Japão.
O Festival é um evento que costumo sempre ir e esse ano ele foi minha escolha de imediato assim que os preços abusivos do Anime Friends saíram. O FJ estava bom como sempre: bem organizado, várias atrações, muitos estandes, bons espaços e uma vasta e diversificada praça de alimentação. Embora eu não tenha ido com grupo de cosplay, não deu pra passear totalmente pelo evento, mas deu pra ver muita coisa bacana.  Ponto positivo também parta os banheiros: bem limpos e apesar de ter fila, andava até que rápido e deu prase trocar de boas. Aliás, o espaço para cosplayers estava bem legal..não era grande mas o suficiente para manter o  estúdio da CosplayBrasil e um camarim cosplay.

Aliás, foi no estúdio da Cosplay Brasil que fiz umas fotos lindas e conheci o fotógrafo Lucas Passos!
O evento como um todo estava muito bom (só o guarda-volumes que poderia ser num lugar mais perto da entrada e mais organizado) e para um sábado (dia que eu fui) estava bem cheio. Pelo visto acrise motivou boa parte do público que costuma ir no AF, ir no FJ. O melhor foi que também encontrei pessoinhas que queria muito encontrar e passei o dia zoando com os migos e migas. Acrescento aqui que amei rever a miga Lita, saudades dessa fofa e fotógrafa promissora!


 
Yurio versão Madness..ou Yurio versão besha lacradora da night. XD


E no FJ eu pude estrear um cosplay que estava ansiosa demais por fazer no exato momento que vi o vídeo promocional. Quem me conhece sabe que estou fascinada no anime Yuri on Ice e adoro demais o Yurio (tanto que já farei uma  versão dele, a Prima Ballerina) e quando vi o Yurio na versão do especial Madness onde ele esbanja ousadia e sensualidade (e ainda faz A cena com o Otabek mozão) não resisti e quis fazer o cosplay. Customizei tudo: o detalhe da calça, a peruca, a regata e a jaqueta (colando pedrinha por pedrinha), a maquiagem...e no fim eu fiquei satisfeita com o resultado e o melhor: pude aviadar pra carralho!
 Para deixar o cosplay ainda mais completo, fiz meu namorado ir de Otabek e o resultado foram fotos lindas e sexys desse shipp OtaYuri que está conquistando geral! Otpzão do momento no mundo fusjoshi!

Fiquei muito feliz também com o retorno da galera, os elogios do pessoal para com meu cosplay e nossa dupla. Foi super gratificante ver que todo o esforço deu resultado. Quero muito usar o Yurio novamente! Me senti super á vontade e foi super divertido poder fazer carão e enaltecer o shipp! Logo pretendemos fazer um ensaio profissa dessa duplinha!


Alice no País das Maravilhas...ou seria Tsu no país do cosplay? =p


Por fim, finalmente estreei meu cosplay de Alice..meu primeiro cosplay oficialmente Disney! E também meu primeiro cosplay de personagem fofa. Eu não nasci pra fazer cosplay de personagens fofas, tenho imensa dificuldade pra isso. Mas tentei fazer o melhor possível. Gostei muito de cosplayar a Alice e quero repetir.

Enfim...comecei a escrever artigos de cosplay para o portal Detonow, deem uma conferida!
http://detonow.com/cosplay-nas-midias-sociais/


~*~