quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Movimentar a Criatividade Parada






Todos nós somos propensos a ser criativos nas mais diversas coisas que nos propusermos ou precisemos fazer. Alguns mais, outros menos mas ninguém é isento de criatividade e alguns descobrem o potencial criativo de maneira inusitada ou em caso de necessidade. Há também quem obtém o potencial criativo através de esforço e dedicação.

A criatividade é uma constante em nossas vidas e deve sempre ser valorizada e aperfeiçoada. Isso é fato, principalmente em áreas mais voltadas para o lado artístico, muito embora isso não seja uma exclusividade dela. 

Mas acontece que, em épocas de nossas vidas, parece que a nossa criatividade sofre uma baixa e ficamos atados, não conseguindo produzir e fazer nada ou muito pouco. E com isso vem uma frustração e uma sensação de impotência e de se estar "perdendo tempo".
Eu passo constantemente por isso e tenho certeza de que não sou a única. Inclusive de uns tempos para cá estou passando por um certo déficit criativo em diversos projetos meus e isso tem me deixado bem irritada e frustrada.

Já tentei de tudo para resgatar a criatividade perdida mas está dificil. Pode ser uma época, inferno astral, correria do dia á dia, stress, prioridades foco em outras coisas ou de repente, um pouco disso tudo.





Eu já trabalho em uma área mais artística e tenho como hobby mais atividades voltadas a esse foco (como cosplay, escrita, eventos, pesquisa e etc) então quando acontece uma pequena queda no âmbito criativco eu já começo a me desesperar. E tento produzir algo de qualquer forma, normalmente pulando de arte em arte mas tentando não evitar ficar parada. Porque é fato, que, quanto mais tempo ficamos parados por conta de preguiça e procrastinação, mais vamos ficando ociosos.

Só que quando surge aquele bloqueio criativo o que deve ser feito? Bom, se o bloqueio criativo ocorre no ambiente de trabalho em que você tenha dead line e prazo de entrega, não pode permitir que esse bloqueio permaneça por mais do que algumas poucas horas., Afinal, estamos falando de emprego e dinheiro. 

Mas foquemos então no caso de bloqueio criativo que não esteja relacionado com trabalho (ou mesmo que ainda seja um trabalho, não é a principal fonte de renda) e sim com um hobby (que pode ou não gerar lucros futuramente). 





Por mais criativos que possamos ser, em um ou outro momento iremos sofrer bloqueios criativos, Até porque somos seres vivos e não máquinas. Quando o bloqueio criativo surgir é preciso manter a calma e reavaliar tudo o que já se tem até então.  Escreva quando tiver inspirado: se não estiver, não importa o quanto escreva ou tente produzir, só perderá tempo e não conseguirá aproveitar nada.
Mas é importante não se acomodar e abandonar determinado projeto. 

Precisamos manter o foco: embora a ideia não esteja surgindo, é possível é pesquisar coisas relacionadas aquilo que você precisa fazer. Essa pesquisa vai te ajudar não apenas a encontrar novas ideias para o seu projeto e formas de concluí-lo mas também irá lhe agregar conhecimento ( e conhecimento, convenhamos, nunca é demais).

Outro detalhe é estipularmos um determinado prazo para a conclusão de determinadas coisas: fazer aquilo até o dia tal, escrever aquilo até o dia total, ter um número X de dias ou semanas para concluir determinada coisa e etc. Acreditem, isso ajuda muito a preguiça não dominar e também mantermos uma disciplina sobre nós mesmos, criando um hábito de responsabilidade pessoal e foco para nossas coisas.




Anote tudo o que você precisa fazer. Seja no papel ou celular, anote. Isso é muito importante para que você não esqueça o que precisa fazer e também para que você se lembre sempre que precisa fazer determinada coisa. Temos tendência a esquecer fácil das coisas sendo dominados pela procrastinação.


 Ah, a procrastinação...eu já falei sobre isso em um outro artigo do blog: https://tsukeehl.blogspot.com.br/2016/02/a-nossa-procrastinacao-diaria.html de modo que não vou falar sobre ela aqui, mas recomendo que vejam o artigo para entender do que se trata e como isso é tão presente na criatividade. Porque a procrastinação sempre vai rondar nossos trabalho e nossa criatividade e, embora em alguns momentos o ócio seja importante, não podemos deixar quer ele domine mais do que o necessário.


Esse trecho da palestra do historiador e filósofo  Leandro Karnal é bem interessante e ele aborda diversos pontos relacionados á criatividade, inclusive enumerando pontos em que você pode usar como ideias e formas para estimular sua própria criatividade.




Por fim, acho válido dizer que, embora seja importante mantermos a mente sempre trabalhando é necessário também dar um descanso á ela.  Não exija demais de si mesmo, não entre em um esgotamento constante e muito menos queira abraçar o mundo e tentar fazer tudo. Porque não adianta tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo pois elas ficarão todas inacabadas e sua seu sentimento de frustração só tenderá a crescer.  É importante darmos um descanso para nós mesmos, apreciarmos determinadas coisas sem pensar no que precisamos fazer ou tentar produzir no tmepo livre que podemos aproveitar para também relaxar e descansar um pouco.

Saiba se programar, saiba se disciplinar, saiba criar e saiba descansar. Dosando tudo isso na quantidade certa, você conseguirá ir atingindo os seus objetivos.


~*~






segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Cosplay - CIEL PHANTOMHIVE - Kuroshitsuji





Aqui, postarei as fotos do meu cosplay e também comentários que eu ache interessante registrar. Seja sobre o personagem, sobre como consegui meu cosplay, o retorno que me trouxe e o que mais eu considerar relevante.



O Personagem na Série:

Ciel Phantomhive é um garoto de 12 anos, conde e herdeiro de uma poderosa família inglesa. A familia Phantomhive é conhecida por sua grande indústria de brinquedos mas possui também um papel oculto. A família serve diretamente á família real, mais especificamente á rainha da Inglaterra, sendo praticamente seu "cão de guarda" e encarregada de realizar investigações de casos misteriosos e ligados ao  ocultismo que possam constituir um risco ao governo inglês.
Tendo seus pais mortos em um misterioso incêndio, Ciel ainda criança, foi raptado por pessoas misteriosas de uma seita, na qual foi submetido á diversos tipos de tortura e abuso. Quando estava prestes a ser sacrificado em um ritual satânico, o demônio invocado lhe faz diretamente uma proposta: lhe ajudaria e ficaria do seu lado até que ele completasse sua vingança e em troca o garoto lhe entregaria sua alma. Ciel aceitou e ambos fizeram um pacto.


Assim, o demônio toma a forma do mordomo Sebastian e se mantém sempre ao lado de Ciel, ajudando-o a desvendar os casos incumbidos pela rainha, educa-o para se comportar em meio a alta sociedade e faz boa parte dos afazeres da mansão. Ciel e Sebastian formam uma parceria única mas em alguns momentos nos lembramos que aquilo é uma grande fachada pois quando a vingança de Ciel for concluída, Sebastian terá a alma que tanto almeja devorar.




Confesso que eu não me lembro como decidi fazer cosplay do Ciel. Kuroshitsuji foi uma obra que me chamou a atenção logo no primeiro momento, tanto pela história como pelos traços e personagens. De longe, meu personagem preferido é o Sebastian mas acredito que eu optei pelo Ciel porque em termos de padrão físico. sugestão de amigos e personalidade, ele é mais parecido comigo.

Decidi então, tentar cosplayer ele e foi dificil escolher qual dos inúmeros visuais fazer. Porque o Ciel deve ter um dos maiores e mais bonitos guarda-roupas de anime, com uma variedade moda londrina mesclado com o lolita tomby (existe esse termo?) e uma pegada do estilo visual kei. Mas no fim optei pela roupa mais prática e conhecida dele: o terno azul. Além de ser uma roupa confortável, ela é prática e agradeço ao Michel Cosmaker pelo excelente trabalho feito na roupa.




Não tive muitas dificuldades em montar o cosplay e até o momento o usei apenas 3 vezes. Uma em evento e duas em photoshoot. Ainda quero rrealizar mais uns dois photoshoots com esse cosplay. Quem sabe até com um grupão lindo de Kuroshitsuji? *_*

Os acessórios foi bem de boas achar..o cetro encontrei em loja de fantasias e dei uma personalidade. Posteriormente comprei um crânio (vulgo nome de Afrânio) que era um acessório que eu almejava á tempos para realizar fotos com personagens mais sombrios (utilizo ele tanto no Ciel quanto na Morte). Tenho ainda uma pelúcia do Sebastian.
M,as o mais legal de fazer o cospaly do Ciel é ter a companhia das amigas que fazem cosplay dos demais personagens da obra. 




Na primeira vez que usei o Ciel,m estreei ele com 3 amigas que também estavam estreando seus cosplays de Kuroshitsuji. Foi em um Festival do Japão. O bom é que, como o Ciel é o personagem central, qualquer outro personagem dá pra fazer ótimas fotos. Meu primeiro photoshoot foi com minha amiga  Hime de Madame Red: tinhámos ali sobrinho e tia e o resultado ficou lindo.
Posteriormente, em minha busca por um Sebastian minha amiga PaulaFer topou fazer ai realizamos um photoshoot fantástico em um casarão antigo, com um clima sombrio e inebriante.

Tudo isso ocorreu esse ano e acho que foi esse e os demais photoshoots que realizei que me fizeram enxergar o quanto é compensador fazer ensaios cosplay. E que isso acaba compensando mais do que eventos ultimamente. Mas não me estenderei aqui sobre isso, prefiro deixar para um futuro post mais específico.




A única coisa que incomoda nesse cosplay é tapa-olho. Na boa galera...tentem evitar de fazer cosplay que precise disso. É super desconfortável para usar. Não sei para os outros mas para mim é terrível. Mesmo fazendo o tapa-olho com tecido,m modelado certinho e tal, ainda assim incomoda. Pra mim incomoda a pressão que ele causa na pálpebra, mesmo se eu não apertar. O Ciel usa o tapa-olho porque ao fazer o pacto com o demônio, a "marca" do pacto se fixa nos olhos dele (dando um efeito muito legal) e ele precisa usar o ta-olho a fim de que ninguém descubra.

Por sorte a peruca do Ciel cobre bem o olho então isso me permitiu poder usar o cosplay livre do tapa-olho. Cheguei a usá-lo um pouco para algumas fotos mas passo a maior parte do tempo sem, principalmente se for para evento. E a ausência dele não afeta o resultado final do cosplay.


Ciel e a tia Madame Red

 
Ciel e Sebastian - pirem no yaoi                                     Ciel e Alois: dois  condes com as almas
                                                              vendidas á demônios.



O Ciel é um cosplay que gostei muito de usar e com ele, acabei me afeiçoando ainda mais ao personagem, se tornando querido por mim. Não tive muito trabalho para incorporá-lo porque ele é o tipo de personagem que mais curto fazer: sério, rude, orgulhoso, arrogante, habilidoso  e com charme e estilo. Embora o tenha usado 3 vezes, não cheguei a fazer mudanças significativas nele, apenas um ou outro detalhe para deixar um pouco melhor. 

É o tipo de cosplay gostoso de se usar com mais gente, porque como o Ciel é sério e não luta, as opções de pose dele acabam sendo mais limitadas. Mas com grupo e principalmente com duplas, as opções de poses para criar belas fotos se tornam muito grandes. Principalmente se for Ciel e Sebastian XD. Que além de ter um toque clássico e sexy, também permite toda uma temática mística e decadente.




Uma coisa que tomo muito cuidado é com relação a maquiagem dele. Embora o Ciel seja um personagem meio andrógeno e de obra shoujo, não significa que se deva exagerar na maquiagem. Já vi muitos cosplays bons deele (nacionais e internacionais) que embora estivessem excelentes na roupam, exageraram na maquiagem, deixando o personagem afeminado demais. É preciso ter em mente que no contexto da história o Ciel é um garoto de 12 anos, rico e influente vivendo em plena época vitoriana na Inglaterra. Fora que a personalidade dele deixa claro que não é adepto de delicadezas e trejeitos.

Ele não usaria maquiagem feminina (exceto na versão lady Ciel). A idéia é você parecer um menino e não uma menina. Tendo isso em mente, procuro usar uma maquiagem suave no personagem, tentando parecer mais masculina mas com um toque juvenil. Mas ainda assim parecendo um menininho. Bom, minhas coxas não ajudam muito mas pelo menos no rosto e no achatamento dos peitos eu tento dar um jeito XD.




Acho que o Ciel é o tipo de cosplay que vale muito á pena para se usar em photoshoots..porque é neles que dá pra fazer um belo trabalho sobre o personagem. Aqui no Brasil é um pouco dificil de encontrar cenários que combinem, mas não é impossível e com um pouco de pesquisa é possível encontrar ótimos lugares. Nos dois ensaios que fiz, os lugares foram excelentes e combinaram com a temática e para o terceiro ensaio já tenho em mente onde fazer.

Não estou mais na vibe de eventos, mas quem sabe eu ainda o use em algum. Mas o Ciel é uma roupa quente então não dá pra usar em épocas de calor (o tecido do terno é bem grosso) bem como as roupas dos demais personagens que são todas fechadas e quentes. E não queremos ser um grupo que fique derretendo no evento hehehe.



 


Enfim, acho que não tenho muito mais o que falar sobre esse cosplay. É um que gosto e que realmente curti o resultado. Bom, eu sempre curto fazer cosplays masculinos e sempre que surge uma oportunidade para fazer, me empolgo e tento fazer o melhor que for possível. E quero muito poder usar o Ciel mais vezes!




~*~


Photos by
Roger William
Fabricio Modesto Dolci
Feripe Hatsune