terça-feira, 28 de junho de 2016

Precisamos Falar sobre GOT





O sucesso de Game of Thrones é de conhecimento mundial. A obra escrita por George R. R. Martin se tornou uma das mais fantásticas, complexas e surpreendentes obras de toda a história da literatura. Ela é diferente de tudo o que já vimos antes, ao reunir, literalmente, um pouco de TODOS OS GÊNEROS mais clássicos. Em sua vasta história, temos ação, drama, fantasia, terror, romance, humor, referências históricas, política, erotismo, ficção e realidade. Tudo encaixado com uma perfeição e profundidade extremamente únicas e inovadoras.

Os livros ainda não foram finalizados, mas o feito que eles causam na história da literatura e da tv é algo único. A obra ganhou notoridade mundial ao ser adaptada em forma de série pela HBO que logo viu o imenso potencial lucrativo e premiado que a série foi alcançando em cada temporada. Em um mundo cenográfico repleto de obras, Game of Thrones reina sim, completamente sozinha no topo da pirâmide do sucesso. É praticamente a série de TV mais lucrativa da atualidade. E desbancar ela será dificil.


Mas, a que se deve o sucesso de Game of Thrones?
Bom, se eu tivesse que enumerar aqui todos os fatores que tornam GOT uma obra viciante e que justifique seu imenso sucesso, esse artigo se tornaria, literalmente, uma tese de doutorado! É preciso VER para entender.  O nível dessa obra está acima de muito do que já foi mostrado.
Quando um incauto indivíduo me pergunta do que se trata Game of Thrones eu realmente respiro fundo e vejo imensa dificuldade em explicar porque...é tanta coisa que não é possível se limitar em explicar de forma satisfatória o enredo da obra com poucas palavras.

Quando converso com alguém que curte Game of Thrones, uma das primeiras coisas que pergunto é Qual a Sua Casa?
Porque uma das coisas mais legais são as famílias da obra. Cada uma com um símbolo, uma história, uma importância,um lema,  os personagens que as representam.

Qualquer pessoa que goste de boas histórias vai apreciar Game of Thrones quando ler ou assistir (pode ser ambos também, vale á pena) porque, não falando apenas como fã ma como uma pessoa normal, quando você conhece GOT prontamente ela se torna uma das obras que você mais irá apreciar. O poder de conquista dessa história tão cheia de surpresas e reviravoltas é tamanha que aqueles que disseram ou relutaram em conhecer, depois de conhecerem se viciaram e compreenderam a razão da obra ter para si uma infinidade de fãs ardorosos e apaixonados.

Um vídeo excelente sobre as religiões da obra


Mais do que uma obra de fantasia, política, história e guerra, Game of Thrones (ou A Canção de Gelo e Fogo como é nomeada a saga nos livros) conta com uma infinidade de personagens extremamente profundos, complexos e dos mais diversos tipos de caráter. Apesar de tudo o que são e que fazem, eles são, acima de tudo, humanos com seus anseios e sentimentos. Os personagens são todos tão factíveis e se mantermos um olhar mais profundo sobre eles poderemos entender todas as suas motivações ainda que simpatizamos (ou não) com eles. Todos são humanos acima de tudo, todos lidam com seus destinos e jogam o jogo dos tronos da melhor foram que conseguem.

George R. R. Martin se baseou em inúmeros fatos históricos reais para desenvolver a complexidade cronológica e política de sua obra. Inclusive a personalidade de grande parte dos personagens e coisas que ocorrem com eles também são baseados em figuras históricas reais. E essa é uma das coisas que tornam Game of Thrones tão incrível. Porque embora vejamos ali uma história de ficção, sabemos que ela lida com temas reais, retratando com as coisas realmente eram séculos atrás. Além do que muito do que se é abordado ali, também se aplica para os dias atuais.

É impossível não nos apegarmos á determinados personagens. Alguns realmente ficam em nossos corações e sofremos e vibramos junto com eles. Game of Thrones faz você se apaixonar e sofrer com a perda.

"All men must die...but we are not men."


Além de todo um foco realístico, GOT ainda conta com as mais fantásticas criaturas mágicas e grandes mistérios relacionado á antigos seres e magias. As magias ligadas diretamente ás religiões presentes no mundo da obra se revelam uma mais surpreendente e misteriosa do que a outra e entre criaturas mágicas há...dragões. E todos amam dragões!
Temos ainda, além de inúmeros personagens masculinos fantásticos e notáveis, uma quantidade imensa de personagens femininas igualmente fantásticas e notáveis.
GOT reúne todos (e até um pouco mais) de ingredientes para uma obra de sucesso. Os livros ainda estão em andamento (que os Deuses Novos e Antigos o deixem vivo até ele terminar a saga!) e a série segue á todo vapor, se tornando uma das mais lucrativas e surpreendentes da história da televisão.

A produção é fantástica e foi se aperfeiçoando em cada temporada. Elenco, efeitos especiais, figurino, trilha sonora...é tudo tão bem colocado que torna arrepiante. E os finais? Sempre surprrendentes e épicos.

O sucesso de Game of Thrones foi comprovado pelo imenso alcance mundial que o último episódio dessa temporada causou. O penúltimo capítulo foi considerado uma das melhores sequências de batalha da história e já tem grandes indicações ao Emmy. Em cada temporada GOT foi surpreendendo mais e mais tanto na história como na adaptação da série.
Os fãs e seguidores da obra vibravam diante da tela e da internet á cada acontecimento, o vício GOT é espetacular. Existe aqueles que criticam a série e reclamam da mesma sem sequer assistir só para posarem de "diferentões". Mal sabem eles que tal atitude é completamente estúpida e ignorante porque assim que assistirem eles SABEM que vão viciar também.


a abertura é tão épica que já vicia na obra.


Eu poderia ficar aqui descrevendo horas e horas sobre várias coisas da obra mas irei me deter por aqui á fim de não deixar o texto demasiado extenso. Como fã de Game of Thrones, rodeada de amigos e conhecidos que adoram a obra e feliz por ter apresentado a obra para pessoas que agora também são fãs.
Gosto de diversos personagens mas minha casa preferida é a Lannister.

Por fim, só tenho a dizer que eu divido meu círculo social entre aqueles que curtem Game of Thrones e aqueles que não curtem. SIM!

VALAR MORGHULIS!



~*~


terça-feira, 21 de junho de 2016

FEST COMIX 2016




E nesse domingo (19/06) aconteceu em SP, o evento FEST COMIX! Uma das mais tradicionais feiras de quadrinhos do Brasil!
O evento ocorre no Centro de Exposições Imigrantes, um local excelente para esse tipo de evento, com infraestrutura, ar condicionado. inteiramente coberto e super agradável. O Fest Comix é um evento que ocorre todo ano nessa época e dura 3 dias. É o evento ideal para você completar suas coleções de quadrinhos/mangás pois temos o estande da Comix e demais estandes com descontos ótimos e verdadeiras preciosidades. Há também estandes para a aqusição de diversos outros produtos para o agrado da galera geek.

O evento conta ainda com a presença de desenhistas e quadrinistas profissionais expondo seus trabalhos, com palestras e sessão de autógrafos. Esse ano o evento também teve incluso o Terror Fest, um espaço para grandes nomes do terror nacional (desenhistas, fotógrafos e figuras públicas) que deram palestras super bacanas.
E claro havia também o espaço Medieval, com arquearia e estandes vendendo bijuterias lindas (le fanática aqui) e demais acessórios. Eu raramente compro coisas em eventos, mas dessa vez peguei a última edição de Kill la Kill e ainda ganhei um conjunto lindo de colar e brinco do meu namo.


Adorei essa foto!


  Mas vamos falar de COSPLAY! Sim! Como puderam ver na primeira foto, eu usei o cosplay de Mulher-Gato! Esse é meu novo cosplay e estreei no FestComix. Eu decidi fazer a Selina Kyle porque além de ser uma personagem de Batman que gosto e acho muito diva, a roupa dela era super prática pra mim. Tanto é que eu não gastei praticamente nada nela, pois usei coisas que já tinha em casa e fiz os acessórios (como os óculos e o chicote)
  Eu gostei muito do resultado e foi um cosplay super de boas para se usar. O retorno do pessoal também foi super bacana...até mesmo uma menininha veio pedir foto comigo porque me achou bonita *o*
Usei o cosplay da Mulher-Gato em companhia das minhas migas lindas Hime, Mari, PaulaFer e Bia com um grupo de Sereias de Gotham e no evento acabamos encontrando mais cosplayers de Batman (muito embora o cosplayer de Batman que tinha ali literalmente fugiu de nós o tempo todo =p), o que rendeu lindas fotos e um mega retorno positivo do público.


The Gotham Syrens


Uma coisa que adoro nos eventos além de usar cosplay com os amigos e rever as pessoas que conheço, é as amizades novas que sempre acabo fazendo! É muito legal encontrarmos ali cosplayers que além de curtirem os mesmos personagens e séries, também possuem muitos gostos em comum conosco, conhecendo até pessoas e passando por tretas em comum com gente que ambos lados conhecem! Isso é muito divertido!
Nesse evento conheci as lindas da Cecilia e da Najara que além de fazerem cosplays lindos, são super simpáticas, divertidas e o melhor..temos muitos gostos e até tretas em comum! hehehehehe
Pressinto que teremos muitos papos além dos projetos de grupo cosplay e photoshoot juntas!!!

O legal do cosplay é isso: conhecer novas pessoas e fortificar novas amizades. Ainda que no meio cosplay exista muitas tretas e competitivismo, a quantidade de coisas positivas que existe nele é muito maior.
Sério pessoal..PRECISAMOS fazer um photoshoot de vilões de Gotham!


CatWoman and Zatanna


Eu costumo dizer que, o que realmente faz um evento valer á pena é as pessoas que estão com você. E cada vez tenho mais certeza disso. Passar o dia todo zoando e papeando com os amigos não tem preço. A zoeira já começou dentro do busão para a capital, onde eu e meu namorado já encontramos duas amigas minhas. E a zoeira começou a tomar forma já na van para o evento (sim, o evento disponibilizou várias vans grátis para ir e voltar do evento, super prático e útil!), continuou no banheiro enquanto nos trocávamos. Minha calça ficou na mochila da PaulaFer e fui descobrir só na hora de tirar o cosplay huehuehue. Ainda bem que a calça foi parar na mochila de uma amiga e não de uma inimiga =p.

Eu pensei que teria um pouco de dificuldade de incorporar uma personagem como a Selina Kyle, mas isso não ocorreu. Não estou acostumada a fazer personagens sensuais mas como no meu grupo todas nós estávamos meio que sensuais acho que uma acabou ajudando a outra!
E o bom do evento ser pequeno é que nunca perdíamos alguém do grupo por muito tempo XD.


galera divando nas fotos!


 O público do evento estava muito legal, todos simpáticos e bem dispostos.  Quando juntamos uma galera com cosplay de Gotham, muitas pessoas vinham tirar fotos e o elogio da galera é sempre recompensador.

Sempre que tenho de usar um cosplay que tenha um apelo mais sensual, eu fico atenta aos possíveis assédios que muitas cosplayers comentam. Fico atenta por mim e por minhas amigas. Mas curiosamente eu nunca passei por nenhum tipo de assédio (ainda bem) e minhas amigas (nas vezes que eu estava junto) também não. Não sei por que isso ocorre. Acho que é a minha cara que já afasta geral, ou o fato de que andamos sempre juntas ou porque sempre temos nossos boys próximos como seguranças (além de segurarem as mochilas eles podem fazer a segurança heheh). Ou talvez seja porque as pessoas estão começando a aprender que é preciso respeitar os cosplayers.


Um pouco de yuri porque sabemos que o povo gosta huehuehue


O único ponto negativo do evento foi o preço na praça de alimentação. Como ali no local é longe de tudo, só resta comer dentro do evento então os comerciantes literalmente enfiam a faca nos lanches. Gastar 10 conto em um pastel de evento é sacanagem (e olha que o pastel era o mais barato porque lanches, pizza e etc era bem mais caro). O local reservado para a praça de alimentação foi ótimo mas penso que os produtos poderiam ser um pouco mais baratos.

Tirando esse detalhe, o evento como um todo está de parabéns! Espero que no próximo ano o evento não caia na mesma época que o Anime Friends (com,o ocorreu ano passado) e se mantenha no mês de  junho, que é ótimo por não ter mais eventos, o que facilita em muito a presença do público.
E tenho que mencionar aqui os excelentes banheiros e camarim cosplay! Super limpos e bem organizados! Quem dera se todo banheiro/vestiário de evento fosse assim!


 

Lacramos!                                                    Namorados sendo seguranças, 

                                                                 carregadores e parceiros



Encontrei muitas pessoinhas bacanas por lá, inclusive o antigo organizador do evento gótico que eu há us 10 anos atrás! Como o mundo é pequeno! Foi bom e totalmente inesperado nos reencontramos e lembrarmos rapidinhos dos velhos tempos!
E vi os amigos e colegas divando nos cosplays! Pena que em eventos, sejam pequenos ou grandes, não dá pra ficar papeando muito porque é sempre correria. Mas o importante é ver a galera e conversar o que der XD. 

Eu ainda estou á caça de mais fotos do evento, inclusive mais fotos de zoeira porque né..a zoeira nunca pode parar! Não sei se vou encontrar todas as fotos ou se elas vão parar na deep web do meio cosplay (huehuehuehue) mas já estou aqui na empolgação para fazer um photoshoot de Sereias de Gotham *o* só preciso de tempo e dinheiro!



Lacramos e mitamos! Fizemos o Batman fugir de nós



Enfim, o evento foi ótimo e valeu á pena! Principalmente por estrear cosplay novo junto com as amigas.
Essa versão da Mulher-Gato que fiz é baseada na versão clássica e dos Novos 52 embora não esteja 100% fiel eu procurei fazer o melhor possível para atingir um bom resultado!
Agora é já ir preparando o cosplay para o próximo evento! Os tempos agitados estão começando a vir esse ano! Então...logo rola mais um post por aqui sobre mais um evento!





Fotos por
Alexandre Cavalcante
L. Above Photography
Rodolfo Terni
Dalton Lima Fotografia
Patrici Maximoff

~*~

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Photoshoot no Cemitério? Pode sim!




Quando se gosta de fotografar (e de posar para fotos) o cenário é algo de extrema importância. Na verdade o cenário pode fazer toda a diferença em uma foto e enaltecê-la. Eu não sou entendida de fotografia e tal mas tenho muitos amigos fotógrafos que concordam com essa idéia.
Posso não entender de fotografia, mas sou cosplayer e simplesmente AMO fazer photoshoots. Só não faço mais porque não tenho condições financeiras e só faço um quando posso.

Então pelo ponto de vista  meu como cosplayer, digo que o cenário é uma das coisas mais importantes para uma bela fotografia. Já fotografei em vários lugares mas como diz o título do post, vou falar de um cenário para se fotografar de cosplay que poucas pessoas optam: o cemitério.



Sim! Fotografar no cemitério não é só possivel como também pode gerar fotos lindas, principalmente se você usar nele um cosplay que tenha á ver com a temática! Algumas pessoas ainda torcem o nariz e vem achando que é uma ofensa aos mortos, falta de respeito, falta de noção e demais absurdos. Ora, cemitério antes de tudo é um local para a ARTE. Lógico! Se as famílias não tivessem esse interesse em criar belos túmulos e mausoléus todos nós seríamos incinerados ou enterrados em cemitérios estilo israelitas. E em muitos países da Europa (e até aqui em São Paulo) alguns cemitérios são verdadeiros pontos turísticos, com direitos á guias explicando a origem de determinados mausoléus e tipos de artes utilizadas.

O fato é que ninguém que vai parar fotografar nesse local está indo para desrespeitar as famílias que possuem túmulo ali. Eu mesma nunca desrespeitei. Quem está indo fotografar lá com boa intenção não vai depredar, sujar e nem nada do tipo. Está apenas fazendo uso da beleza artística presente ali e também a valorizando. Há quem diga que um ensaio no cemitério é algo mórbido e de certa forma pode ser mesmo, mas isso não significa que seja desprovido de cunho artístico. Há muita arte sacra ali, assim como em uma igreja. E é possível apresentar um belo trabalho que pode até vir a auxiliar á conservação do local.




O conceito do cemitério pode variar dependendo da doutrina  religiosa da pessoa e suas opiniões quanto a indivíduo da sociedade. Eu como apreciadora do estudo de religiões mas agnóstica, não acho que fotografar em cemitérios venha a trazer algo negativo. Se está fazendo algo sem desrespeito porque seria algo ruim? Muita gente que fala "ah mas se fotografassem no túmulo da sua familia" (cara eu ficaria honrada se um cosplayer/uma cosplayer fizesse uma bela foto ali!) são aquele mesmo tipo de pessoa que nunca foi visitar o túmulo da familia ou sequer procurou arrumar ali (porque os jazigos precisam de manutenção, é triste ver tantos abandonados nos cemitérios). Ou até mesmo que entram em um radicalismo sabe-se lá de onde surgiu e já ficam criticando sem argumentos  factíveis.

Se você não gosta desse tipo de fotografia ou nunca faria algo do tipo é a sua opinião e deve ser respeitada. Mas assim como você não gosta e não faria, tem gente que gosta e que faz. E isso também deve ser respeitado. Até porque nesses ensaios não há qualquer tipo de ofensa ou depredação.
Há quem diga que ensaios nesses lugares carregam energias ruins mas eu nunca senti isso, tampouco algum espírito se encostou em mim ou saiu nas fotos.




Eu já fiz cerca de três photoshoots em cemitério. Os de Death Note: de Light Yagami, o de Mello/Near (em dupla) e o de Morte (dos quadrinhos Sandman), cujas algumas fotos vocês estão vendo ao longo desse post. Eu os realizei no cemitério da minha cidade e digo que nas 3 vezes foi super de boas fotografar e consegui um excelente resultado. Agradeço também aos fotógrafos, porque sem eles eu não teria esse belo trabalho e tampouco teria sido capaz de realizar o photoshoot no cemitério, inclusive o photoshoot da Morte, que era algo que eu desejava fazer desde que fiz o cosplay da personagem e notei que ninguém nunca havia feito um ensaio dela nesse cenário. 

Aliás, sempre que faço um photoshoot, eu levo em conta que tipo de personagem combinaria com determinado cenário. Assim para o cemitério eu fiz primeiramente de Mello/Near de Death Note (esse foi um shoot em dupla realizado em vários outros cenários) seguido pelo shoot de Light Yagami. Esse segundo (também de Death Note) procurei focar no cemitério porque o personagem super combina com o local. O "deus do novo mundo" que usa o caderno da morte de um shinigami para eliminar os criminosos (e todos que se oponham á ele) sendo conhecido como Kira.
E a Morte...que melhor lugar para se fazer um ensaio da Morte do que o cemitério? XD




Mas fotografar em cemitério não é tão fácil quanto parece. Muitos cemitérios (principalmente os da grande São Paulo  - que são muito bonitos) não estão permitindo mais que se vá fotografar ali. O que é uma pena, sendo que eles também são pontos turísticos e ainda acontece encontros ali (que vão desde passeios artísticos com guias até saraus e coisas do tipo) mas para conseguir uma autorização para fotografar é mais dificil. Até um tempo atrás era de boas mas depois por culpa de pessoas nada á ver que depredavam e sujavam o lugar, os responsáveis pelo cemitério resolveram vetar o livre acesso para se realizar ensaios. Ainda é possível, mas requer autorização e isso é meio dificil de conseguir.

Mas nem todos os cemitérios estão assim. Alguns ainda você pode fotografar de boas até mesmo sem precisar de autorização. Normalmente isso ocorre em cemitérios de cidades do interior e alguns deles são ótimos para fotografar e possuem belas obras de arte que pode gerar belos resultados fotográficos.




Enfim, se você tiver interesse em fazer um photoshoot nesse cenário, pesquisa e converse com o seu fotógrafo para ver se conseguem! Com certeza o resultado ficaria lindo e dará um toque super original. Eu fiz e gostei e quem sabe futuramente se tiver algum outro cosplay que combine com esse tipo de cenário, eu opte por fazer mais um ensaio. 

Eu admito que sofri um pouco de preconceito quando realizei meu primeiro ensaio no cemitério oriundo de gente chata, mas posteriormente o trabalho foi bem recebido e elogiado, dando um ótimo retorno. Por isso se você quiser fotografar, em qualquer cenário que quiser e os responsáveis por esses cenários permitirem, FAÇA. Faça e mite!




Photos by
Roger William
David Ernando

~*~

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Falta Interpretação!

Eu não aguento mais gente besta que não sabe interpretar texto e ainda acha que tem razão. Pelo amor dos deuses! Tá dificil de aguentar!


Na boa, não estou aguentando mais esse povo ignorante incapaz de interpretar um texto corretamente e que ainda por cima acha que é dono da razão, quer posar de poderoso(a) e que fica surtando e baixando o nível só porque alguém não concorda com o que ele/ela bosteja pela internet.

O que está havendo com essas pessoas que á cada dia que passa se mostram mais estúpidas, arrogantes e mimizentas nas redes sociais? As redes sociais surgiram como uma forma de socialização, compartilhamento de idéias, aumento de conhecimento, sociabilidade e tolerância. E o que estamos vendo é um bando de filho e filha da puta ignorante, extremista, mimizento, arrogante, intolerante e cujos argumentos sobre determinada coisa são rasos, baseado em achismos e fontes pouco confiáveis (isso quando há fontes!). A pessoa começa a descer de nível, partir para ofensa, bloquear ou vir com papo desnecessário de problematização e vitimismo. Isso quando não vem com ironias porcas e estúpidas (ser irônico é pra quem pode, não para quem quer senão é close errado, monamú!)

Quando você dá sua opinião sobre determinada coisa, seja ela algo sério e realista ou algo sobre determinada obra, tem que estar ciente que haverá pessoas que concordarão e pessoas que não concordarão com sua opinião. E é nesse segundo caso que você tem que aprender a INTERPRETAR e COMPREENDER o conteúdo que você leu antes de rebater com agressividade e achismo barato e ignorante.
Mas parece que as pessoas hoje em dia leem por cima ou sequer leem (porque né, vejo um monte de pessoas na internet desabafando que não gostam de ler e quando se deparam com um artigo extenso sequer olham porque são tudo um bando de preguiçosos).






Isso porque ainda não mencionei a escrita errada. Sair uma ou outra palavra errada ou em posição diferente é normal ocasionada da pressa ou mesmo de escorregadas do teclado. Agora escrever terrivelmente errado (assassinando nosso idioma), com excesso de gírias ou pior, abreviações é o auge da decadência. Uma coisa é você utilizar isso em uma conversa informal com os amigos, outra é você utilizar esses vícios de linguagem em um debate ou ao expor sua opinião e razões argumentativas. Fica feio, fica desfavorável e não lhe dá credibilidade, pelo contrário.

Eu fico horrorizada em ver gente escrevendo tão mal em uma época que estamos tão ligados na tecnologia e se é possível aumentar o alcance do conhecimento. Muitas pessoas querem fazer textões e expor suas opiniões mas não gostam de ler! Isso não faz sentido!
Se você quer expor sua opinião, debater, explicar, se fazer entender, convencer os outros que seus argumentos e posições são factíveis, criar um bom "textão"  você PRECISA ler. Ler muito, ler pra caramba, ler loucamente. Ler pra carralho!
Tem que entender e estudar sobre o que vai argumentar, analisar vários fatos e não ir apenas por pesquisadas básicas e puro achismo.
Porque só através do exercício constante da leitura que você será capaz de conseguir se expressar devidamente através das palavras. Isso é um fato.

E isso é tão fato que, quando uma pessoa achista se depara com alguém que debate com ela de forma concisa, crível, fazendo bom uso das palavras para argumentar, corrigir e expor sua opinião sem precisar descer de nível, o indivíduo achista surta, entra em estado de negação ou começa com o famoso "mimimi" e até mesmo ofensas.
Isso é tão decepcionante porque você vai lá argumentar e explicar determinada coisa para a pessoa entender e então gerar um debate saudável, mas a criatura age de uma forma tão absurda e infantil que você só tem vontade de dizer á ela:




Isso quando não acontece da pessoa te dar block e ir choramingar que foi ofendida e humilhada por seus argumentos sendo que em grande parte dos casos é ela que  xinga e desce de nível. Parece que a capacidade argumentativa de muitas pessoas está se tornando cada vez mais limitada e eles preferem partir para as ofensas do que conversar civilizadamente ou rever os conceitos (até porque na maior parte dos casos eles estão errados e quando percebem isso em vez de argumentar preferem surtar ou partir pra ironia á fim de descer o nível e virar discussão de baixo calão).

Até pouco tempo atrás quando alguém começava a passar dos limites ao debater determinadas coisas, era comum os demais ao perceberem que outrem defendia idéias sem sentido, partissem para a zoeira e humor quando viam que não tinha como se argumentar. Nesse ponto era até divertido. Só que, atualmente, as pessoas quase sequer brincam com isso: elas estão partindo para discussão, achando que toda opinião que seja um pouco contrária ou que levante mais questionamentos seja uma ofensa, preconceito ou o que seja.

Existe também o caso (embora mais raro) de que a pessoa sabe como articular as palavras e fazer um texto coeso para se debater mas se ele não estiver correto e firme em suas idéias ou o fato que ele defende não ter justificativas plausíveis, fatalmente ira se auto entregar, descendo o nível ou argumentando de forma desconexa, defendendo e "batendo na mesma tecla" por uma opinião que já foi desconstruída por outrem e que só mantém por teimosia. 



Muita gente está seguindo essa lógica ultimamente


Com,o uma colega me disse, mesmo eu fazendo esse texto com o intuito de auxiliar as pessoas aprenderem a interpretar o que leem antes de sair dando a própria opinião. Leia com calma, releia, tenta analisar o ponto de vista e os argumentos do outro acerca de uma opinião e ponto de vista seu. Não é todo mundo que está ali para te corrigir através de ironia ou agressividade. A maioria das pessoas quando argumentam de forma concisa estão ali para explicar com base em fatos, para te fazer entender e repensar. Não para te humilhar e provocar.

Não é errado e tampouco prova de insegurança de convicções você rever conceitos, perceber que pode estar equivocado(a) e que existe mais de uma linha de pensamento e análise. Um debate saudável não se dá pela vitória argumentativa de um sobre o outro e sim de um entendimento mútuo, respeitado e compreendido. Isso é algo que trará consequências positivas na sua forma de analisar tudo (seja em um debate sério sobre algum tema, seja um debater acerca de determinada obra) e nos fazer pensar e reavaliar.

Muitas vezes omiti minha opinião ou tentei explicar para determinada pessoa que ela estava equivocada ou não compreendera bem determinada coisa porque me deparei com o baixo nível compreensivo dela. Porque é o velho ditado "não adianta dar pérola aos porcos". E ás vezes você vai de boa vontade para explicar sobre determinada coisa ou até mesmo ajudar a pessoa a compreender o equívoco que colocou e já recebe uma enxurrada de ofensas e estupidez teimosa.
Por conta disso que cada vez mais  acabo optando por ficar quieta ou me limitando a conversar. debater e dividir opiniões com pessoas que eu SEI que posso ter uma conversa saudável e proveitosa porque com o radicalismo da maioria dessa geração está ficando cada vez mais dificil.


minha reação quando vejo pessoas querendo debater com uso
de argumentos estúpidos e achismos sem embasamento


Por isso, antes de  você aparecer posando de senhor (senhora) da razão, dar piti ou ironia mal feita quando alguém rebate seus argumentos de forma explicativa, aprenda a interpretar devidamente o que é escrito  antes de sair respondendo besteira ou dando piti com, argumentos rasos de baixo nível. Me poupe, se poupe, nos poupe.


~*~