terça-feira, 22 de março de 2016

COSPLAY - Light Yagami - Death Note




Aqui, postarei as fotos do meu cosplay e também comentários que eu ache interessante registrar. Seja sobre o personagem, sobre como consegui meu cosplay, o retorno que me trouxe e o que mais eu considerar relevante.


 

O Personagem na Série:

Light Yagami (Raito Yagami no anime) é o protagonista e também vilão da obra Death Note. Um estudante perfeito dentro de todos os padrões da sociedade, ele é objeto de admiração de inúmeras pessoas,
Muito inteligente e com extremo poder dedutivo, mas ao mesmo tempo inseguro e entediado, até o momento em que encontra um Death Note (caderno da morte) de um shinigami chamado Ryuk, um caderno com o poder de matar pessoas que tem seus nomes escritos nele. Light então passa a provocar mortes de criminosos ao redor do mundo que não são devidamente punidos. Usando o Death Note, Light planeja criar um novo mundo livre do mal e de injustiças onde ele seria um deus.

Com o tempo, á medida que vai amadurecendo e controlando mais e mais as habilidades de matar que o Death Note proporciona, Light se torna uma pessoa altamente manipuladora e isenta de empatia por quem quer que seja. Para ele, todos os outros humanos passam a ser inferiores. É m fato que ele tinha ideais ótimos no início mas talvez, o Death Note tenha sido um poder demasiado grande demais para um ser humano ambicioso e idealista.




Esse foi um cosplay que eu acabei decidindo fazer por conta da praticidade. Não sou o tipo de pessoa que curte fazer cosplay de mais de um personagem de uma mesma série. De Death Note eu havia feito a Misa e o Mello: uma primeiramente por conta da facilidade do cosplay e o segundo por ser meu personagem preferido da série.  Assim não lembro bem como surgiu a oportunidade e a vontade de fazer o Light. Quando vi, o cosplay estava praticamente pronto e só precisei comprar a peruca.

  Mas, como pensei que usaria o cosplay unicamente uma vez e era mais por uma diversão, acabei optando por uma peruca simples "quebra-galho". Acontece que no final, quando vi o resultado nas fotos, acabei gostando e pensando que poderia sim, utilizar o personagem mais vezes. Afinal, Light é um personagem psicopata e eu AMO personagens psicopatas.


simplesmente adoro essa foto!


Não encontrei dificuldades em incorporar o Light. Até gostei de incorporá-lo na hora das fotos. Procurei manter a postura arrogante, cruel e psicopata dele. Como gosto de personagens assim e o pessoal já acha que tenho aptidão para expressões do tipo...foi bem legal. Claro que sempre acho que preciso melhorar em alguma coisa mas vou consertando isso aos poucos.
 Devo admitir que em alguns pontos eu concordo e até mesmo pareço com Light. Mas claro que não direi aqui quais são. Não que eu realmente seja psicopata mas tem pontos na personalidade dele nos quais eu me identifico.
 Embora seja o vilão de DN, Light é também o protagonista e ele é extremamente ambíguo no que diz respeito á caráter, opiniões e ideais. Isso o torna um personagem tangível e que reflete muitos aspectos humanos, principalmente os negativos ou cobiçados.




Eu ainda não usei este cosplay em um evento propriamente dito, mas tenho planejamento de usá-lo, inclusive com grupinho. Mas consegui realizar um photoshoot dele co cemitério e demais cenários, o que foi PERFEITO para passar todo o conceito não apenas do personagem, mas também da obra Death Note. Com o Light foi a primeira vez que fotografei em um cemitério e eu simplesmente adorei a experiência. Posteriormente fiz outros ensaios com outros cosplays e, ainda que tenha gente  que não goste de determinada cenário, eu simplesmente adoro. Ao longo dessa postagem, como pode ver, há fotos desse ensaio.

O bom que é um cosplay super prático, talvez o mais prático que eu tenha porque consigo andar com ele normalmente na rua se necessário e não chamar atenção alguma. Bom, não chamar muito a atenção...




Inicialmente eu tinha uma relação de ódio e admiração por Light. Ele é um dos melhores vilões de animes no quesito inteligência e estratégia.  O conceito de "eliminar os criminosos" é excelente porém muito utópico.  E, tendo a posse do Death Note lhe dando a capacidade sobre a vida e a morte dos outros, ele acaba distorcendo os ideais que tinha em prol de benefício próprio. Mas acredito que qualquer pessoa no lugar dele usaria o Death Note em proveito próprio, talvez não com a intensidade com que ele fez. Talvez o erro de Light tenha sido criar o desejo de ser um Deus.

Light possuía uma boa visão de como lidar com os criminosos mas falhou á partir do momento em que precisou matar uma pessoa não porque ela merecia, mas simplesmente porque ele tinha de se safar de ser descoberto. Com isso, inúmeras vezes Light usou os poderes do caderno de forma estratégica para eliminar qualquer um que fosse um empecilho para alcançar seu objetivo. Chegou ao ponto de não ter ninguém com quem se importasse exceto consigo mesmo.


Light x L e Light x Misa


Não nego que o Light é um grande filho da puta mas ao mesmo tempo a inteligência dele é admirável. Ele realmente é um gênio. Ao decorrer da obra vemos os avanços espantosos que ele faz, as formas como consegue manipular todos á sua volta. Ele usa os sentimentos que as pessoas nutrem por ele (como o amor de Misa e Takada), a admiração dos demais companheiros da central de investigação e até mesmo da sua própria família. Light conseguiu, inclusive, desenvolver uma relação de parceria com o detetive L.  E mesmo que L sempre tivesse a forte suspeita de que o rapaz que tentava tanto desvendar o caso Kira na verdade fosse o próprio,. acabou cedendo á um certo "companherismo" com o mesmo.
Como se não bastasse manipular e enganar humanos, Light conseguiu a incrível façanha de conseguir até mesmo manipular shinigamis, como Rem e Ryukk (ainda que Ryukk fosse esperto, houve momentos que com sua lábia, Light conseguiu convencer o shinigami a fazer algo para ele).

O mais espantoso é que Light, sendo o Kira, conseguiu se tornar o coordenador do projeto que visava capturar o criminoso Kira!





Light é o tipo de personagem que ou você ama ou você odeia. Mas precisa sempre admitir que ele é genial. Claro que essa síndrome de divindade que ele desenvolve (ou será que ele já possuía e só lhe faltava um estímulo e um poder para tal?) acaba o tornando uma pessoa isenta de sentimentos que não por si próprio e a prepotência acaba o traindo ao final, mesmo com toda sua inteligência e perspicácia.

 O destino de Light no anime é diferente do mangá. Embora a maioria das pessoas já conheça Death Note, não contarei spoilers aqui. Mas digo que, apesar de eu gostar muito do Light como personagem que supera todos os outros personagens que estão ao seu redor, ele teve um destino digno e merecido para o ser humano que ele realmente era. E é fato que por mais que o admire, em algum momento você sentirá raiva e ódio dele. O egoísmo dele realmente não possuía limites no final da obra.




Não postarei aqui um comparativo e evolução do cosplay porque ele realmente não teve (ainda). Fiz duas versões: uma com a roupa toda preta e a versão da gravata vermelha que ele usa tanto no anime quanto em algumas imagens promocionais. Pretendo comprar o paletó bege para deixar o cosplay mais fiel e uma nova peruca, em um tom mais castanho.

Utilizei o cosplay 3 vezes até o momento. Duas vezes em pequenos eventos que foi mais com o foco para fotos e um photoshoot mesmo. Ainda quero usá-lo em evento de anime mesmo. Mesmo que Death Note já não seja mais uma obra "do momento" sempre é bem reconhecida, Mas quando utilizá-lo em evento, espero poder estar com grupinho. Porque em grupo fico tudo mais divertido e mitoso!




Enfim, acho que já não tenho muito mais o que falar por aqui. Tenho diversas fotos do photoshoot para postar mas selecionei aqui algumas. Futuramente faço um post com as fotos do photoshoot que realizei com uma amiga de Misa e quem sabe apareça até um photoshoot com grupo de Death Note? Se bem que eu fico na eterna dúvida se rolar grupo e qual personagem eu faço: Light ou Mello.

Eu fico olhando as fotos do photoshoot no cemitério e amando cada foto nele. Acho que captou bem a temática da obra. Pois Light, o Deus do Novo Mundo, apenas mantinha uma vasta horda de mortos por onde passava.



~*~


Fotos por:

David Ernando
Eduardo Portas
Sander Antonelli Jr.


Comente com o Facebook:

Um comentário: