segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Risadas de Sábado á Noite



Fazia tempo que eu não ria tanto em um sábado á noite.
Sério.
Foi risada até de madrugada na companhia do namorado.. E ainda por cima em casa, assistindo tv.

Tudo começou com nosso hábito de assitir alguma coisa á noite. Eu não tenho tv á cabo, sempre optamos por ver algum anime, filme ou série. A idéia inicial nossa era assistir o anime DOKURO-CHAN porque a sinopse era atraente e a música ficava na cabeça ( Pipiru piru piru pipiru pi). 
Então a emissora BAND anunciou que passaria o filme -REC e como fazia tempo que eu tinha interesse nesse filme mas nunca me lembrava de baixá-lo na net, foi decidido que assistiríamos primeiro o filme e depois o anime.

Mas por alguma razão misteriosa (talvez por conta de eu morar no interior de SP e existir emissoras afiliadas que repassam o sinal da emissora original mas inserem uma ou outra  rogramação delas) ou talvez fosse destino mesmo, o filme não foi exibido e no lugar dele começou a passar um resumo da novela turca...FATMAGÜL.

Famagül - A Força do Amor

No começo pensamos que seria apenas uma sinopse e logo o filme começaria. Mas não...era um resumo da semana. Quando a consciência surgiu, já estávamos assistindo e nos envolvendo pela trama dessa inusitada novela.
A dublagem é muito tensa. Os atores possuem uma atuação bem afetada (destaque para a cena dramática do grito do pescador Mustafah ao saber do que ocorrera com a tal Fatmagul - é digna da cena do filme Platoon) e tudo é meio bizarro (ainda mais porque vi a versão resumida dos capitulos d da semana, onde tem uns cortes grotescos que deixam você WTF?) mas em uma escalar de 0 á 10, surpreendentemente a novela (por mais terrível que seja) é interessante e hilária pelas situações.

Mas afinal, de onde surgiu essa novela e esse nome?
Bom, Fatmagül (sim, tem uma trema ) é uma novela turca produzida em 2010 e que conta com apenas 80 capítulos. Essas informações acabei de pegar no Google, não vou pesquisar o nome dos atores/ personagens porque não to á fim XD.

Maso que diabos tem nessa novela para arrancar risadas?
Então a novela não é pra dar risada mas certos acontecimentos, bem como a  forma que são contados e a reação/atuação dos personagens (e mais os cortes profissionais da emissora Band para a versão resumida - isso é uma ironia) tendem á isso.
 Quando deu a primeira propaganda eu até sugeri á meu parceiro de irmos assistir um anime mas ele insistiu para continuarmos vendo a novela. E olha, valeu á pena por conta de todas as bizarrices de atuação, e a trama é surpreendentemente boa! Fiquei chocada ao constatar!

Mas enfim..vamos á um resumo aqui inserido com os meus comentários (onde eu e meu parceiro tivemos ataques de risos).
Fatmagul é uma jovem pobre mas trabalhadora que está de casamento marcado com o pescador  tipão Mustafah. Ele está louco para meter na jovem e tenta seduzi-la na casa que eles estão construindo (uma casa sem reboco e telhado). Fatmagül é uma jovem inocente mas não boba: diz para o namorado que só vai ceder depois que eles casarem e terminarem de erguer a casa. Ela quer preservar a virgindade pro casamento e Mustafah aceita.

Chamadinha da novela

Enquanto isso, na parte rica da história...existe uma empresa grande (não sei de que tipo ela é) na qual o dono da empresa está em atrito com o sobrinho, um rapaz que exige ter a mesma porcentagem de lucros e ações da empresa que o filho desse velho tem. O filho desse dono da empresa está de casamento marcado com uma moça rica (o pai dele quer o  casamento porque vai aumentar os lucros da empresa). Há também um terceiro rapaz que eu não sei qual a conexão dele com essa familia rica (acho que ele é filho do advogado da empresa).
Pareceu confuso? Releiam com calma porque esses três carinhas são babacas importantes.

Temos também o Kerin. Ele é um cara que a mulherada vai gostar. É moreno tipão, gosta de andar com a camisa com botões abertos, ele parece o Reynaldo Gianechinni turco com cabelo permanente (não importa oquanto ele se mexa, o penteado não se desfaz). Ele é amigo dos riquinhos babacas, porém ele é pobre. Isso é um detalhe importante.

Voltando á Fatmagül, ela mora em uma casa pequena junto com seu irmão pamonhão e sua cunhada interesseira e vagal (pensávamos a á principio que eles fossem os pais da moça porque a mulher vivia dando  ordens e impondo as coisas na Fatmagül). A nossa protagonista trabalha como empregada na casa de quem? Isso mesmo! Do velho rico dono da tal empresa!  E nessa mansão haverá a festa de noivado do filho do cara com a moça rica.
Quando o Kerin (o nosso Gianechinni de permanente) vê a Fatmagül ele já fica xonadaço e parado feito um mongolão na escada olhando pra ela. E, durante a festa tenta puxar assunto mas a garota desvia. Então do nada (sim, como diabos ele foi parar naquela mansão durante a festa de noivado?) o Mustafah (pescador parrudo) aparece e já dá sinais claros de que é um ciumento possessivo.

Daí temos mais uns cortes loucos que confundem nossa compreensão da história (incluindo na volta pra casa em que Fatmagül aparece no carro com uma criança no colo - de onde diabos aquele pivete surgiu? - que depois se revela filho do irmão dela) chegamos á situação tensa da trama.



O Mustafah iria para alto-mar éscar e ficar uns tempos fora...então contrariando as ordens da cunhada, Fatmagül decide ir á noite, sozinha, na praia deserta para se despedir do namorado. Porém, no caminho, ela se depara com os três babaquinhas ricos e o Kerin que estavam fazendo uma despedida de solteiro só bebendo muito. Ai o inevitável acontece. A  pobre Fatmagül é estuprada por eles.

No dia seguinte ela é encontrada em estado de choque e levada ao hospital. E é NESSA cena que as feminazis deveriam focar e fazer posts e não implicar com o "conceito" que Branca de Neve e Aurora foram abusadas pelos príncipes ao serem beijadas enquanto dormiam.
A coitada da moça tá lá no hospital,. depois de ser estuprada por 4 caras (na verdade 3..o Kerin não estuprou mas estava tão bêbado que também não fez nada para impedir), machucada, traumatizada...e o que acontece?
Primeiro, a cunhada fala um monte pra ela...humilha a moça, diz que o Mustafash não vai querer mais casar com ela, que ela não deveria ter saído á noite, que por culpa dela as pessoas estão olhando para ela(a cunhada) e os boatos vão se espalhar por toda a cidade. Quando Fatmagül tenta dizer quantos homens a violentaram, a cunhada manda ela calar a boca e dizer que foi só um para que assim ela não fique ainda mais mal falada.
Depois, o irmão pamonhão da moça fica se perguntando "Por que você está chorando tanto?" , "Ela não pára de chorar"... POHA seu idiota! A menina perdeu a virgindade sendo estuprada por 3 caras e você se pergunta porque ela está chorando?!

Mas isso não é o pior... (e foi nessa hora que eu e meu parceiro caímos na risada por conta de tamanho absurdo). Mustafah aparece no hospital. A pobre Fatmagül está lá toda debilitada e traumatizada e o pescador faz o quê? Fecha a porta na cara dela? Diz que vai terminar porque ela não é mais virgem?

 NÃO! Antes fosse...ele se aproxima e pergunta pra moça quem foram os responsáveis. Como ela não consegue dizer, ele agarra ela e começa a gritar e a chacoalhá-la violentamente como se fosse um psicopata obsessivo!!!! COMO ASSIMm NEEEY?! Cadê a consideração pela moça?!


E como os estupradores foram os riquinhos, a cunhada não perde tempo em ir até o advogado da empresa e ao dono da mesma contar o ocorrido e fazer chantagem para conseguir dinheiro. Os 3 babaquinhas, o Kerin se reúnem e decidem que um só tem que ser considerado culpado pelo estupro e casar com a Fatmagül. E para quem sobra? Claro que para o mais pobre, o nosso Gianechinni de cabelo permanente! Até na Turquia pobre se fode, vejam só...

Enfim..mais coisas vão acontecendo na história mas não vou me estender para o  texto não ficar ainda mais longo do que já está.

Você achando que Laços de Família, Avenida Brasil, Maria do Bairro, Pantanal, A Usurpadora, Kubanakan e outras novelas que deveriam ficar para a história? FATMAGÜL também merece!
Nunca vi uma novela onde consegui rir tanto na vida e com tanta coisa para fazer as feminazis surtarem quanto a isso! Elas ignoram a novela pensando que não tem nada que possam falar e ficam focando nas produções da Globo e desenhos infantis...Fatmagül está abarrotado de temas para elas debaterem! =p.

E para fecharmos a noite/madrugada com chave de ouro no quesito risada, assistimos ao anime Dokuro-chan. É um anime super divertido, bizarro e hilário! Tem apenas 8 capítulos e só não vou falar muito dele porque já falei bastante de Fatmagül. Fiquem com a música de abertura:


~*~




Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Aí meu Deus...
    Essas bizarrisses da vida Hein?
    Partiu ver Fatmagul no sábado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Huehuehuwehuehue são bizarrices épicas!
      Pena que o resumão só foi para a primeira semana, depois não passou mais ;_;

      Excluir